Animação | Ação

GHOST IN THE SHELL

Japão | 1995 | 83 min | 14 anos

GHOST IN THE SHELL

DIRECTOR: Mamoru Oshii

WRITERS: Masamune Shirow, Kazunori Itô

SYNOPSIS:

/// The year is 2029. The world has become intensively information oriented and humans are well-connected to the network. Crime has developed into a sophisticated stage by hacking into the interactive network. To prevent this, Section 9 is formed. These are cyborgs with incredible strengths and abilities that can access any network on Earth..

SINOPSE:

/// 2029. O mundo se tornou um local altamente informatizado, a ponto dos seres humanos poderem acessar extensas redes de informações com seu ciber-cérebros. A agente cibernética Major Motoko é a líder da unidade de serviço secreto Esquadrão Shell, que combate o crime. Motoko foi tão modificada que quase todo seu corpo já é robótico. De humano só teria sobrado um "fantasma de si mesma".

Curiosidades

O anime “Ghost in the Shell” [1995] marcou o final da década de 80 e começo de 90, foi a primeira animação japonesa a ser lançada simultaneamente no Japão, EUA e UK, com o objetivo de alcançar o público ocidental.
Ghost ajudou na consolidação da subcategoria de ficção-científica, cyberpunk, onde há um paradoxo entre a alta tecnologia na sociedade versus a queda na qualidade de vida.
A animação foi inspirada no conceito filosófico da obra de Arthur Koestler, “The Ghost in the Machine”, que traz questionamentos sobre a consciência humana e a inteligência artificial, debatendo até onde vai a vulnerabilidade do ser humano dependente da tecnologia chegando ao ponto de não sabermos mais se o indivíduo é mais máquina ou humano.
Mamoru Oshii queria que o desenho fosse tão próximo a realidade que encaminhou sua equipe para uma pesquisa de campo em Guam, com o objetivo de ver diferentes armas disparando e o impacto em seus alvos para conseguir reproduzir o mais fiel possível em suas cenas de ação. O desenho foi um dos animes mais caros a serem produzidos, devido as exigências do diretor para que o anime chegasse da realidade, trazendo uma riqueza de detalhes e conseguindo assim nota 76 no Meta Score IMDB.
“Ghost in the Shell” mudou o conceito de tecnologia no mundo do cinema tendo inspirado filmes como: “A.I – Inteligência Artificial”, “Minority Report” de Steven Spielberg, que é um grande fã da animação e em 2008 comprou os direitos para a versão live-action de A Vigilante do Amanhã, via Dreamworks. Podemos observar a influência do anime também na intro da série “Westworld”, onde lembra claramente a cena da montagem da personagem “Major”.
Os criadores de Matrix também beberam da fonte Ghost in the Shell, desde elementos filosóficos como hackear e manipular a mente humana, aos elementos físicos como: Plugs que se acoplam ao corpo dos personagens, cenas de ação em ângulos circulares com espaço de tempo diferenciado, códigos de programação aparentes e muito mais. Temos algumas cenas em “Matrix” que foram implantadas do anime. Para incorporar todas essas referências as cenas do anime eram passadas nos sets de filmagem de “Matrix”.
Não há dúvidas que essa animação entrou para a história do cinema.
Assista agora “Ghost in the Shell” na Netflix, Itunes, Google Play!

Trailer

Pictures